Arts

Vivente Andante traz conversas que fluem sobre arte e cultura pelas ondas sonoras de um mar abstrato. Viver é trocar conhecimento, escutar, aprender e partilhar. Um programa canalizado através do jornalista Alvaro Tallarico.

Episodes

Maria Pérola é um nome forte da música popular nordestina. Diretamente de Jaboatão dos Guararapes, a artista pernambucana é dona de um repertório lindo, pra lá de cultural. Antes de seu show no Bandolim Cult Bar (@bandolimrio), casarão histórico onde morou Jacob do Bandolim, na Lapa, Rio de Janeiro, ela conversou com o jornalista Alvaro Tallarico.

Maria Pérola é compositora, violonista, cantora e cada vez mais cresce dentro da música brasileira. Simpática e resiliente fala sobre seus caminhos e escolhas na música e no amor.

// Apresentação e roteiro: Alvaro Tallarico // Edição: Fachal Júnior // Foto de capa: Alvaro Tallarico // Siga @viventeandante no Instagram e Twitter // No Facebook: facebook.com/viventeandante // E visite www.viventeandante.com

Play Now

O autor do livro "Cem ruínas na esquina da poesia" e da letra da canção "Preto de Azul" do Kaialas, projeto que une Brasil e Cabo Verde, Alvaro Tallarico, fala sobre o significado a palavra fé.

 

 

Play Now

O que é Taoismo e o que isso tem a ver com Forrest Gump, o contador de histórias? Como o Tao pode ser útil, em especial na pandemia?

O jornalista Alvaro Tallarico conversa com Katia Massuda, graduada em fonoaudiologia, em 1998 deu início a uma jornada nos estudos taoistas.
Graduou-se em acupuntura na ETOSP, com o mestre Duk Ki Kim. Estudou I Ching, Astrologia e Feng Shui na Sociedade Taoista do Brasil, SP fundada pelo mestre Wu Jyh Cherng.

Katia é Gui Yi da 15ª geração de Wudang e 26ª geração de Longmen, fazendo a especialização em Curas e Orientação no Colorado (EUA) pela Dao USA Association e pela Qi For Longevity sob a batuta do mestre Wudang Chen. Além disso, é  iniciada na linhagem Jiulong Kunlun Shan Xian Shu com o monge Tai Yin Yi. @katiakinuemassuda

 

// Apresentação, roteiro, edição e foto: Alvaro Tallarico // Siga @viventeandante no Instagram e Twitter // No Facebook: facebook.com/viventeandante // E visite www.viventeandante.com

Play Now

É possível tratar traumas a partir da escrita? E a diferença entre desejo bloqueado e desejo desejante? O que é e para que serve a escrita curativa? A jornada literária a partir dos acontecimentos da vida. Ficção vs fixação.

O jornalista Alvaro Tallarico conversa com Geruza Zelnys, criadora do curso de Escrita Curativa.

Geruza é Doutora em Teoria Literária e Literatura Comparada pela USP, mestre em Literatura e Crítica Literária pela PUC-SP com pós-doutorado em Filosofia da Educação (UNIFESP). Pesquisa as potencialidades performativas, educativas e terapêuticas dos cursos de escrita literária. É professora na pós-graduação "Livros, crianças e jovens" no Instituto Vera Cruz. Possui publicações no Brasil e exterior, especialmente sobre a literatura contemporânea em diálogo com a filosofia de Levinas, Derrida e Agamben.

Apresentação e roteiro: Alvaro Tallarico // Foto de capa: Alvaro Tallarico // Siga @viventeandante no Instagram e Twitter // No Facebook: facebook.com/viventeandante // E visite www.viventeandante.com

Play Now

Laís Sobreiro e o jornalista Alvaro Tallarico falam sobre o filme brasileiro, "A Vida Invisível", de Karim Aïnouz, patriarcado e Carl Jung. O filme vira base para uma conversa franca e análise crítica da bela obra da Sétima Arte nacional.

O papo flui sobre a direção de arte e a sociedade atual. Além disso, traz a comparação do filme com o fado, música popular portuguesa que namora a melancolia e preza por um canto visceral.

#avidainvisivel #cinemanacional #cinemabrasileiro

 

Play Now

A médica infectologista Marcia Rachid luta contra o HIV desde os anos 80, quando não havia medicamentos contra o vírus. Referência no tratamento da AIDS no Brasil, a autora conversou com o jornalista Alvaro Tallarico sobre as histórias e sentimentos de sua trajetória de quase 40 anos para salvar vidas que resultaram no livro Sentença de Vida que saiu pela editora Máquina de Livro.

De forma didática, Márcia fala sobre a AIDS e as diferenças do começo da doença para o dia de hoje, assim como traça um paralelo entre o HIV e a COVID-19. Além disso, traz reflexões sobre o preconceito.

// Apresentação e roteiro: Alvaro Tallarico // Edição: Fachal Júnior // Foto de capa: Marcelo de Jesus // Siga @viventeandante no Instagram e Twitter // No Facebook: facebook.com/viventeandante // E visite www.viventeandante.com

Play Now

Flávio Braga é professor de História no Rio de Janeiro. Aqui ele fala sobre como é o desafio de lecionar essa disciplina e as atuais batalhas contra as fake news e o revisionismo histórico. Além disso, tem o projeto "Poesia Falada" onde busca conectar e estimular seus alunos através da arte e trazer carga interpretativa para a poesia.

Explica porque a arte é ferramenta importante para a educação, como desenvolvimento de potencial. Também fala sobre o Rolé Literário, um coletivo de escritores suburbanos.

Flávio é também baixista e vocalista da banda Outros Caras.

Confira!

// Apresentação e roteiro: Alvaro Tallarico // Edição: Fachal Júnior // Siga @viventeandante no Instagram e Twitter // No Facebook: facebook.com/viventeandante // E visite www.viventeandante.com

Play Now

Cristina Bernardini vive há anos em Portugal. Mulher, negra, brasileira, curadora de arte e diretora da Bienal Internacional de Arte Sacra Contemporânea de Braga. Na conversa ela aborda o racismo em Portugal.

Além disso, faz parte da Associação Cultural Atlas Violeta. realiza diversos trabalhos em Portugal, em especial, fortalecendo toda a lusofonia. Nasceu em 2013, pela iniciativa de um conjunto de cidadãos, portugueses e brasileiros, na cidade do Porto, em Portugal. Não possui fins lucrativos e além de fortalecer a cultura de Língua Portuguesa, procura auxiliar as comunidades emigrantes e imigrantes que falam esse idioma. A saber, atualmente, o planeta tem mais de 260 milhões de pessoas lusofalantes.

Entre suas realizações há, por exemplo, a Exposição Terra Brasil que conta com artistas plásticos, fotógrafos, escultores, designers, ilustradores e artistas visuais. 

// Apresentação e roteiro: Alvaro Tallarico // Edição: Fachal Júnior // Siga @viventeandante no Instagram e Twitter // No Facebook: facebook.com/viventeandante // E visite www.viventeandante.com

Play Now

Tukum – Bando de Criação é um jovem trio multiartístico, formado pelos cariocas Bruno Olivieri e Luísa Pitta e o paranaense Flávio Cardoso. Mescla de teatro, dança e música, falam aqui com o jornalista Alvaro Tallarico sobre essa arte como construção coletiva.

Eles acabam de lançar seu primeiro álbum autoral em 2020: "22 dias a pé". A saber, a cada 40 dias eles lançavam um novo single nas plataformas digitais junto ao videoclipe da canção. E agora, finalmente, ele está completo nas plataformas digitais.

Entre milhões de poeiras estelares, essa galera se juntou para fazer esse bom trabalho artístico que vem dando frutos. Desde vozes que se complementam até aquele gosto nômade de estrada e de um Brasil mais lúdico e esperançoso. É um mar de criação num sertão criativo.

// Apresentação e roteiro: Alvaro Tallarico // Edição: Fachal Júnior // Siga @viventeandante no Instagram e no Twitter // No Facebook: facebook.com/viventeandante // E visite www.viventeandante.com

 

Play Now

Afinal, a cultura afro-brasileira é marginalizada? O jornalista Alvaro Tallarico conversa com o professor João Raphael, a radialista e podcaster Stephanie Andreas e Thay Cristine, pesquisadora, sobre a emergência da cultura negra e do antirracismo.

Os assuntos foram muitos, como a territorialização e marginalização da cultura, a lei 10.639, o afrofuturismo, a reavaliação do papel do negro no Brasil e a influência da ancestralidade. Esse episódio 60 é ainda mais especial porque o portal Vivente Andante foi premiado pelo #CulturaPresenteNasRedes, da Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa do Rio de Janeiro (SECEC).

Graças aos assuntos que aborda dentro do caminho de jornalismo cultural que escolheu. Dessa forma, um dos resultados é esse podcast especial focado na cultura negra e afro-brasileira.

Sobre os participantes:

Thayara C. S. de Lima é formada em História, mestre e doutoranda em Educação pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. Integra o GEPEAR – Grupo de Estudos e Pesquisas em Educação Antirracista\UFRJ e apresenta o “Não Serei Interrompida”, um podcast que discute relações raciais no Brasil, a partir de narrativas femininas e negras. Atua em cursos de formação continuada de professores, principalmente na promoção de educação antirracista e desenvolve pesquisas sobre movimento negro, educação e cultura de luta antirracista.

Stephanie Andreas é graduada em História (UFRJ), mestranda em Comunicação (ECO/ UFRJ) onde desenvolve pesquisas sobre o Rádio no Brasil. Fundadora da “Nwa Podcasts e Audiovisual”, produtora em que atua como podcaster e apresentadora, além de prestar consultorias para produção de podcasts e conteúdos audiovisuais voltados para a população negra e periférica. Atua também como produtora cultural no Centro Cultural Phábrika (@ccphbk), localizado na Fazenda Botafogo, e como militante de diversos movimentos sociais, com foco nos movimentos Negro, Feminista e de Políticas Culturais. Atualmente está como representante do Folclore no Conselho Municipal de Cultura do Rio de Janeiro (2018/2020).

João Raphael Ramos dos Santos é cientista social e mestre em Educação pela UFRJ. É também escritor de fantasia e afrofuturismo, cineasta, professor de Ensino Médio na rede privada e criador da Adinkra Produções, produtora voltada para conteúdos afro-diaspóricos. Além disso, é apaixonado pela docência, pela produção de conteúdo, inovação e pesquisa antirracista.

Sobre o Vivente Andante:

Alvaro Tallarico estudou na Escola Técnica Estadual Adolpho Bloch (ETEAB), onde cursou ensino-médio técnico em Publicidade e Propaganda. Posteriormente, formou-se em Jornalismo pela FACHA. Em 2019, entrou na pós-graduação em Jornalismo Cultural da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ) e, com a ajuda de alguns de seus colegas, o Vivente Andante virou um portal cultural.

Assim, um grupo de jornalistas e colaboradores de diversas áreas, como Letras, Cinema e Dança, encontrou uma nova plataforma para divulgar a cultura em todas as suas formas, sem preconceitos, sem amarras, disseminando uma cultura antirracista.

O podcast especial Vivente Andante #CulturaPresenteNasRedes conta com apresentação e roteiro de Alvaro Tallarico, com a edição de som de Fachal Júnior.

Siga @viventeandante no Instagram e no Twitter

No Facebook: facebook.com/viventeandante

Visite e leia o melhor do jornalismo cultural em: www.viventeandante.com

Play Now

Mostra de Cinemas Africanos, a diáspora e uma nova geração de cineastas em busca de noções de identidade. Em seguida, o cinema contemporâneo africano e algumas de suas especificidades. Além disso, a diversidade de estilos, as diretoras e o crescimento da importância.

O fatiamento da África entre outros países da Europa e o trauma que o continente sofreu. O continente africano tem mais de 50 países, mas não são todos que possuem uma indústria cinematográfica consolidada.

Nollywood e a Netflix. E o projeto de um streaming focado em cinemas africanos.

Tudo isso e mais um pouco nessa conversa com Ana Camila Esteves, jornalista, produtora cultural e pesquisadora. Mestre e doutoranda em comunicação pela UFBA, onde atualmente desenvolve pesquisa sobre as narrativas da vida cotidiana nos cinemas africanos contemporâneos. É idealizadora e curadora da Mostra de Cinemas Africanos e do projeto de cineclube Cine África, curadora colaboradora do Africa in Motion Film Festival (Escócia) e colaboradora do site Por Dentro da África, onde escreve sobre cinemas africanos idealizadora e curadora da Mostra de Cinemas Africanos e o Cine África.

// Apresentação e roteiro: Alvaro Tallarico // Edição: Fachal Júnior // Siga @viventeandante no Instagram e no Twitter // No Facebook: facebook.com/viventeandante // E visite www.viventeandante.com

#mostradecinemasafricanos #cinema #africa #cinemaafricano #cineafrica

Play Now

Hoje, no Vivente Andante Mochilão, viaje pela região da Andaluzia, na Espanha. A princípio, tem um estilo muito próprio e apresenta várias cidades que se destacam como Granada, Sevilha, Málaga, Córdoba. Aliás, a proximidade com o norte da África e a influência moura torna tudo diferente.

Percorremos a cidade de Picasso, Málaga, e a famosa Mesquita-Catedral de Córdoba. Posteriormente, em Granada, vimos a majestosa Alhambra, um palácio Nazari de arquitetura única e super detalhada, e o mirador de San Nicolas.

Os jornalistas Alvaro Tallarico e Leonardo Pereira trazem algumas dicas e histórias dessa apaixonante região.

// Apresentação e roteiro: Alvaro Tallarico e Leonardo Pereira // Edição: Fachal Júnior // Siga @viventeandante no Instagram e no Twitter // No Facebook: facebook.com/viventeandante // E visite www.viventeandante.com

#andaluzia #espanha #trip #viagem #mochilao #europa #europe #travel #viajando #dicasdeviagem #leonardopereira #alhambra

Play Now

Contratake é uma banda de rock brasileira que aqui fala sobre o que é o amor verdadeiro. Além disso, traz sua visão sobre a cena musical e a importância de festivais como Akasha Rock Fest.

A banda surgiu em 2003 e se mantém ativa até hoje. Conta com o Skull Drummer Julio Soares na bateria, Paulo Rangel como guitarra e voz, e Daniel Borges no baixo.

// Apresentação, produção e roteiro: Alvaro Tallarico // Edição: Fachal Júnior // Foto por Alvaro Tallarico // Siga @viventeandante no Instagram e no Twitter // No Facebook: facebook.com/viventeandante // E visite www.viventeandante.com

#contratake #metal #rockalternativo #rockbrasil #rock #rockbrasileiro #musicabrasileira #musicos #brazilianmusic #rockbr #interview #entrevista #conversamusical #akasharockfest #arte #art #viventeandante #bandacontratake #skulldrummer

Play Now

Escucha esta conversación sobre cinema, fútbol e latinoamérica com el actor uruguayo Néstor Guzzini. Fútbol puede ser la única salvación para los chicos? Y la película 'Mi Mundial'?

Néstor Guzzini nació en la ciudad de Montevideo, Uruguay. Después, inició su carrera en el teatro y telenovelas. Debutó como actor de cine en 8 horas (2006), de Adrián Biniez. Comenzó a destacar internacionalmente con A Demora (2012), drama Rodrigo Plá, premiado en el Festival de Berlín. Estableció su carrera con obras como Tanta Água (2013), Mr.Kaplan (2014) y Mi Mundial (2017).

// Apresentação e roteiro: Alvaro Tallarico // Edição: Fachal Júnior // Siga @viventeandante no Instagram e no Twitter // No Facebook: facebook.com/viventeandante // E visite www.viventeandante.com

 

Play Now

Anderson Antonangelo, professor e poeta, estudioso da Teoria Literária diz que Renato Russo, Cazuza e Vínicius de Moraes não são poetas. Por que?

 

O poeta fala de um significante multifacetado e da importância da poesia. Além disso, comenta a atual produção literária brasileira e o coletivo Sinestéticas.

 

Anderson é graduado em Jornalismo e Letras pela Universidade de São Paulo e atualmente cursa mestrado em Teoria Literária, na Universidade do Minho, em Braga. É autor do livro Fantasmagorias, publicado pela Editora Gota.

 

// Apresentação e roteiro: Alvaro Tallarico // Edição: Fachal Júnior // Foto: Alvaro Tallarico // Siga @viventeandante no Instagram e no Twitter // No Facebook: facebook.com/viventeandante // E visite www.viventeandante.com

 

Play Now

Load more

Podbean App

Play this podcast on Podbean App